Ifal e Fiocruz lançam projeto para promover a saúde de jovens mulheres em Alagoas

O Instituto Federal de Alagoas (Ifal), em colaboração com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), iniciou na última semana de junho, o projeto "Agenda Jovem: a Saúde de Jovens Mulheres em Territórios de Vivência em Alagoas". A iniciativa visa empoderar e promover a saúde de jovens mulheres de 14 a 29 anos que vivem em áreas vulneráveis, proporcionando conhecimento e protagonismo, mediante incentivo financeiro.


Foco no empoderamento e na saúde


Com um olhar voltado para a promoção da saúde e o fortalecimento do papel das jovens em suas comunidades, o "Agenda Jovem", além de melhorar a saúde das mulheres, busca incentivar o protagonismo e o desenvolvimento social da comunidade envolvida.


No Ifal, o projeto é liderado pela professora Roseanne de Sousa Nobre, do Campus Benedito Bentes e conta com quatro estudantes da unidade, residentes na região do Benedito Bentes, em Maceió. São elas: Emilly Valeska Alves e Deise Vitória dos Santos, do curso técnico subsequente em Enfermagem, além de Raíza Eduarda dos Santos e Emylli Victória Ramalho, do curso técnico subsequente em Logística. Cada uma das alunas receberá um apoio financeiro de R$ 1 mil, como incentivo à sua participação ativa.


Atividades planejadas


Viabilizado por meio de uma emenda parlamentar do Deputado Federal Paulão, o projeto terá duração de 11 meses, de junho de 2024 a abril de 2025. Ao longo desse período, está prevista uma série de atividades, que incluem:


Formação de Parcerias: sessões de formação voltadas para as bolsistas e as jovens estudantes do Ifal, em colaboração com a Fiocruz.


Mapeamento de espaços de apoio: identificação de locais de apoio às jovens mulheres no bairro Benedito Bentes e em Maceió.

Ações Culturais e Educativas: Realização de quatro eventos focados em temas como direitos sexuais e reprodutivos, planejamento familiar, violência contra a mulher, saúde mental e diversidade feminina. Essas atividades ocorrerão entre julho de 2024 e março de 2025.


Primeira oficina


A primeira atividade do projeto ocorreu nos dias 26 e 27 de junho de 2024, no Campus Benedito Bentes. O evento teve início com um café da manhã, seguido pela apresentação das equipes e da "Agenda Jovem Fiocruz". Um dos pontos altos foi a apresentação institucional, quando a professora Roseanne Nobre e a Pró-reitora de Pesquisa e Inovação do Ifal, Eunice Palmeira, abordaram a caracterização do território de Benedito Bentes e o perfil de saúde das mulheres em Maceió.


De acordo com a gestora, a análise do contexto social e de saúde das mulheres na região é essencial para definir os objetivos e a metodologia do projeto. A partir dessa compreensão, foi elaborado um plano de trabalho e cronograma das atividades, com uma discussão geral envolvendo todos os participantes.


Impacto e expectativas


A pró-reitora lembra que o "Agenda Jovem" representa uma importante iniciativa para a promoção da saúde e do bem-estar das jovens mulheres em Maceió, Alagoas. Ao focar em educação, empoderamento e mobilização comunitária, o projeto tem o potencial de gerar um impacto significativo nas vidas das participantes e de suas comunidades.


Mas a iniciativa não só busca melhorar a saúde das jovens mulheres, como também fortalecer seu papel e protagonismo nas comunidades, com a criação de um ambiente de mobilização e formação, promovendo o direito à saúde e estabelecendo um diálogo contínuo entre a Agenda Jovem Fiocruz e o Ifal.


Como participar?


Para participar das atividades do projeto, será criado um perfil no Instagram para divulgação e comunicação. O recrutamento inicial será feito através das lideranças comunitárias locais. O primeiro passo será o mapeamento dos espaços de apoio às jovens mulheres, que irá orientar as próximas etapas do projeto.


Diretoria de Comunicação do Conif

Texto: Sâmia Cardeal/Ascom Ifal
Foto: Arquivo Ifal

Relacionados